Lei de Engel




1. Calcula o orçamento de cada uma das famílias.
NOTA: Utiliza o ficheiro do Excel, e no final posta uma imagem personalizada no blogue com a Tabela das questões 1. e 2., e o Gráfico da questão 3..

2. Determina os coeficientes orçamentais das quatro famílias para cada classe de despesa.
A família Alves gasta 50% do seu orçamento em alimentação e bebidas; 16% em vestuário e calçado; 20% renda da casa, água e luz; 10% em transportes e comunicações e 4% em lazer, gastos diversos e cultura. A família Brito gasta 36% do seu orçamento em alimentação e bebidas; 9% em vestuário e calçado; 19% renda de casa, água e luz; 14% em transportes e comunicações e 22% em lazer, gastos diversos e cultura. A família Cunha gasta 24% do seu orçamento em alimentação e bebidas; 9%  em vestuário e calçado; 19% renda de casa, água e luz; 20% em transportes e comunicações e 28% em lazer, cultura e gastos diversos. A família Damásio gasta 15% do seu orçamento em alimentação e bebidas; 9% em vestuário e calçado; 15% renda de casa, água e luz; 26% em transportes e comunicações e 35% em lazer, cultura e gastos diversos.
3. Representa graficamente as despesas percentuais das famílias nas diversas rubricas de despesa.

4. Verifica como a interpretação do quadro te conduz à Lei de Engel
De acordo com o quadro, verificamos que certas famílias gastam mais dinheiro do seu orçamento na alimentação e nas bebidas do que noutros gastos. Com esta recolha de dados ficamos a saber que a Lei de Engel baseia se no rendimento de uma família que quanto menor for o rendimento, maior será o coeficiente orçamental relativo á alimentação.

5. Comenta o elevado valor das subscrições de telemóveis em Portugal relativamente a outros países. 
Portugal é um dos países apresentados no gráfico que mais gasta dinheiro na compra de telemóveis. A compra de telemóveis aumentou desde os finais da década de 90 até 2005 tendo sofrido uma quebra de 2005 até 2010. Apesar disso o consumo está a subir de novo.  Podemos concluir que o pouco ou quase nenhum desenvolvimento na rede fixa contribui para Portugal ser um dos países com maior consumo de telemóveis.

6. Comenta o elevado número de automóveis em Portugal relativamente a outros países da União Europeia. 
 A partir do ano de 2000 o consumo de automóveis subiu drasticamente continuando assim a aumentar. Este facto deve se á má rede de transportes que como não melhorou nos últimos anos, só piorou, levou ao alto consumo de automóveis.

7. Partindo do Inquérito às Despesas das Famílias 2015/2016
7.1 Constrói um gráfico que represente os dados do quadro Q.4. Estrutura da despesa total anual média por agregado, segundo a COICOP, 2000, 2005/2006, 2010/2011 e 2015/2016. Interpreta-o.
7.2. Constrói um gráfico que represente os dados do quadro Q.5. Despesa total anual média por agregado (€) segundo a COICOP, por NUTS II, 2015/2016 (%). Interpreta-o.

8. Refere como o consumo varia com os seguintes factores extra-económicos:
a) Estrutura etária dos agregados familiares; os jovens, os adultos e os idosos consomem diferentes produtos.  
b) Estilos de vida (v.g. fast-food, consumos lights, desportos radicais, consumos com consciência ambiental); Cada pessoa tem o direito de escolher o estilo de vida que quer gastando assim o seu dinheiro nestes tipos de consumo.
c) Moda; A moda leva á renovação do vestuário de certas pessoas levando ao gasto de dinheiro no mesmo.
d) Publicidade;A publicidade influencia as pessoas fazendo com que estas gastem dinheiro em certos produtos cujos quais não são necessários.
e) Cultura. A cultura faz com que certas pessoas gastem o seu dinheiro em certos produtos estrangeiros para satisfazerem os seus desejos tradicionais.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Agentes Económicos

Lei dos Rendimentos Decrescentes